quarta-feira, 4 de maio de 2016

A OMISSÃO DO PSDB ! ! !

O deputado estadual Luiz Fernando Machado envergonhando Jundiaí.

Se os parlamentares capachos do PSDB não fazem nada, o povo faz.

quinta-feira, 28 de abril de 2016

SILÊNCIO MORTAL ! ! !

O governador Geraldo Alckmin nomeou Fernando Padula, investigado na rumorosa fraude da merenda escolar e ex-chefe de gabinete da Secretaria da Educação, como coordenador do Arquivo Público do Estado de São Paulo. Durmam com um barulho desse.

Segundo o Ministério Público, uma cooperativa de agricultores, a Coaf, assinou ao menos R$ 7 milhões em contratos com 21 prefeituras, além do governo estadual, somente entre 2014 e 2015, para o fornecimento de alimentos e suco para a merenda.

Parte desse valor era usado no pagamento de intermediários e agentes públicos que atuavam no sentido de facilitar ou fraudar as licitações para beneficiar a cooperativa.

E o deputado estadual Luiz Fernando Machado faz de conta que não está vendo nada. Além disso, a grande preocupação de momento desse parlamentar é querer censurar o Facebook devido às críticas que vem recebendo em todas as redes sociais.

Que vergonha, hein deputado ? A bandidagem da merenda correndo solta e o nobre parlamentar fazendo cara de paisagem.

Uma pergunta aos amigos deste blog: A que horas sai o próximo ônibus para a Bahia ? Uma passagem para o deputado jundiaiense. Só de ida.

terça-feira, 26 de abril de 2016

CENSURA TUCANA ! ! !

O deputado estadual tucano Luiz Fernando Machado está processando o Facebook alegando que os grupos Coisas de Jundiaí e Mi Mi Mi de Jundiaí estão causando um "potencial prejuízo moral ao requerente". O parlamentar está pedindo ao juízo que retire estes grupos do ar.

Oras bolas, isso é censura. Esse tucano que vive arrotando democracia agora quer censurar o Facebook. Que coisa feia, hein deputado ?

Quer dizer que criticar o PT pode. Quando esta crítica é dirigida ao PSDB remete-se à censura ? É isso ? Barbaridade !!!

Ao invés do deputado ficar indo à justiça para censurar as críticas, ele deveria trabalhar, afinal de contas, a Comissão de Educação e Cultura da Assembleia Legislativa de São Paulo, da qual ele faz parte, não analisou, até agora, nenhum requerimento protocolado sobre a Máfia da Merenda do governo Geraldo Alckmin (PSDB) por falta de quórum.

De acordo com o Ministério Público do Estado de São Paulo, o governo de Geraldo Alckmin pagou R$ 7,7 milhões, no ano de 2015, à COAF - Cooperativa Orgânica Agrícola Familiar, de Bebedouro.

Pois é, deputado Luiz Fernando Machado. Pelo jeito, além do senhor estar fugindo para não dar explicações ao povo de Jundiaí sobre os pífios mafiosos tucanos, o senhor também está fugindo das reuniões da Comissão de Educação e Cultura da qual é suplente, porque quando o titular se ausenta o suplente atua em seu lugar.

A cidade de Jundiaí não tem mesmo representatividade política.

sexta-feira, 22 de abril de 2016

AMIGOS PARA SEMPRE ! ! !

FOTO: Pedro Bigardi e André Benassi, juntos na inauguração das alças da anhanguera e fugindo dos ovos atirados por populares indignados.

Esta é a nova dupla política de Jundiaí. Benassi e Bigardi, outrora adversários e agora unidos pela Política S/A.

E não ficam nem vermelhos pois atualmente esta é a cor do pecado.

Falando aqui um português bem claro: Falta é vergonha na cara desses dois. Descartaram qualquer princípio político que ainda defendiam em troca de manterem o poder de mando na cidade.

Uma lástima. Um desplante. Uma desfaçatez. Um doído tapa na cara dos 400.000 habitantes de Jundiaí.

Apenas uma sugestão deste blog: Pedro Bigardi e André Benassi, vão embora da política. Vão cuidar de seus negócios particulares. Vão para casa e deixem a cidade para pessoas que tenham um pouquinho de amor e carinho por essas terras.

Como diriam os norte-americanos: Go Home, Bigardi e Benassi.

quarta-feira, 20 de abril de 2016

ALCKMIN OVOCIONADO ! ! !

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), foi alvo de um protesto na manhã desta quarta-feira (20), em Jundiaí, interior do Estado. O governador e a comitiva que o acompanhava foram alvos de uma saraivada de ovos atirados por manifestantes.

Alckmin não chegou a ser atingido pelos ovos, mas os membros da comitiva que estavam à esquerda do governador foram alvejados pelos manifestantes.

A segurança reagiu ao protesto e saiu em busca dos manifestantes que ainda não foram identificados. As razões da manifestação também não foram informadas.

Para lerem a matéria na fonte cliquem aqui.